\\ Pesquise no Blog

sábado, 17 de agosto de 2013

2 | Quando todo o dispositivo desaparece.

ELE Não tem razão de ser, não faz sentido.
No momento oportuno você a assobiava.
Pensei que poderia ser o começo de alguma coisa entre você e eu
como um aviso que insinuava algum próximo encontro
pensava que o assobio podia corresponder a algum estímulo e que talvez cansada de você mesma, de teu Silêncio, você começasse a assobiar como uma forma primitiva de diálogo.
Lembro minhas esperanças, minhas promessas, minhas expectativas.
Você continuava assobiando, sempre me olhando nos olhos, nunca deixou de me olhar
você começava a fazê-lo com mais força, com mais ritmo até que parou em uma longa pausa. Eu, tremendo, perguntei se você queria dizer algo e você não respondeu, te ofereci um cigarro, acho que já aceso, esperava algum gesto mínimo de reconhecimento, alguma coisa que me permitisse intuir seu possível interesse, como uma trégua
minha mão e o cigarro ficaram no ar
você não respondeu nem pegou o cigarro e continuou assobiando

enquanto seus olhos me seguiam, apaguei o cigarro e pensei que talvez não tinha chegado ainda a oportunidade do nosso encontro

Nenhum comentário: