\\ Pesquise no Blog

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Instante de 'estranhamento' para o quadro 11 (Ela assobiando nos olhos dele)

Um mar negro inundando aquilo que você não reconhece como nosso. Os pulmões plenos, robustos, ecoam no concreto, balançam os pilares do que está posto, estilhaçam as vidraças do impossível. A malha urbana está puída, um horizonte de fios desencapados propõe novas tramas. E eu estou aqui, lisa, melodicamente nua. Absoluta no silêncio. 

Um comentário:

Bruno Marcos disse...

Paulinho da Viola - Para ver as meninas

http://www.youtube.com/watch?v=L5zTSFYf1p4